5 de abr de 2014

Hit The Lights - Capitulo 15 / But Forever I Love You


"Se nós apenas pudéssemos ter essa vida por mais um dia
Se nós apenas pudéssemos voltar no tempo

Você sabe que eu serei
Sua vida, sua voz, sua razão de viver
Meu amor, meu coração
Está respirando por esse
Momento, no tempo
Eu acharei as palavras pra dizer
Antes que você me deixe hoje"
-Moments, One Direction

P.O.V Becky

 Abri meus olhos e rapidamente os fechei novamente. Assim que me acostumei com a claridade, abri meus olhos totalmente e olhei em volta. Um hospital, que legal. Sintam a ironia.
 Olhei em volta e não vi quem queria. Ok, eu também queria ver o Ross, mas eu esperava ver o Austin.
 -Hey, Becky, você acordou. -o loiro levantou de sua cadeira com um sorriso tranquilo e olhos triste e veio em minha direção. Dei um pequeno sorriso de canto.
 -Oi, Ross.
 -Está se sentindo bem? -começou a fazer cafuné em minha cabeça e assenti após pensar por alguns segundos. Se passaram poucos minutos em silêncio e finalmente resolvi perguntar.
 -Hm... Ross??
 -Sim?
 -Cadê o... Como tá... Cadê o Austin? -o encarei e percebi que ele ficou nervoso porém tentou disfarça. Tentou.
 -Eu... e-eu vou chamar o ... o me-medico. -ele saiu rapidamente e, logo, eu percebi que havia alguma coisa errada.

P.O.V. Narradora

 Selena acabara se acostumando e se conformando com a vida na prisão. Enquanto lá estava, ficava pensando o que  ia fazer de sua vida quando saísse. Assim como Ross, Dulce, Becky e Ed, ela havia perdido muito tempo de aula. Consequentemente, todos iriam ter que fazer novamente o 3º ano do Ensino Médio, ou o terceirão. Iria fazer que faculdade? Medicina? Não, muito complicado pra ela. Advocacia? Piorou. Pedagogia? Não, quem deixaria seus filhos perto de uma ex-presidiária? Então pensou e re-pensou em coisas que gosta de fazer. Bem, ela sempre gostara de cozinhar. Culinária? Abriu logo um sorriso assim que isso se passou por sua cabeça. Sim, era isso que ela iria fazer. Mais fácil darem um emprego a uma chefe de cozinha ex-presidiaria do que uma médica, certo?
 -Gomez! -acordando de seus devaneios, rapidamente olhou para a grade. -Visita. -ela estava lá a mais de uma semana. Esperou receber visitas de alguém pelo menos para lhe darem notícias de Becky. Mas ela sabia que isso não iria acontecer. Seguiu a policial até a sala se perguntando quem seria. Da penúltima vez não fora lá uma visita que se possa classificar como agradável. -Entra. -a porta de ferro se abriu e a garota de cabelos castanhos entrou. Olhou e para a frente e...
 -Oi, Selena. -a garota a saudou com um lindo sorriso em seu rosto.
 -Você?! -não conseguia acreditar naquilo. Tanto tempo presa e só agora a visitara?!
 -Eu mesma. Por que o espanto? -o sorriso da tal garota caiu um pouco.
 -Por que?! EU TO NESSA MERDA A SEI LA QUANTO TEMPO E SÓ AGORA VOCÊ VEM ME VÊ?! O QUE VOCÊ QUER?
 -Eu sei, Sel. Mas, tenta entender! Se eu viesse antes era capaz deles me prenderem também! Eu tinha que esperar até o caso está arquivado.
 -Não pensa que eu engoli essa desculpa mas, diz ai, o que você quer?

~//

 O médico já havia examinado Becky. A mesma esteve "apagada" por mais de uma semana. Ross estava nervoso. Estava na hora. Ele tinha de o fazer. Pela Becky. Pelo Austin.
 -Acho que está na hora de responder a sua pergunta... -Becky demorou alguns segundos para entender do que o garoto falava.
 -Como ele tá?
 -Becky... -o loiro suspirou. Não havia jeito fácil de falar isso. Não havia como não a machucar. Mas ele não queria. Não queria que sua amiga sofresse mais. Queria absorver todos os sentimentos ruins que habitavam o pequeno coração frágil de Rebecca.
 -PARA COM ESSA PORRA E RESPONDE LOGO! -suspirando fundo, o garoto encheu seus pulmões de ar e começou a soltar tudo de uma vez.
 -O Austin teve um tiro acertado bem no coração. O mesmo começou a enfraquecer, parar de bombear. Austin estava perdendo muito sangue. A gente estava no meio da floresta, não tinha como socorre-lo rápido e... infelizmente, ele não resistiu Becky. E-eu sinto muito. -naquele momento, Ross se desmanchava em lágrimas e a garota de cabelos pretos sentia como se tivesse acabado de receber uma facada no coração. Talvez uma facada doesse menos.

~//

 Becky não conseguia parar de pensar em seus poucos momentos ao lado de Austin o quanto o amava. Cada gesto, cada palavra, cada toque... Não conseguia imaginar sua vida sem ele. Tem como se viver sem o seu amor ao seu lado? Te dar a mão quando você cair,cair junto com você, te fazer ri, te fazer sentir bem de todas as formas possíveis e inemagináveis. Rebecca amava Austin com todo o seu coração e sua alma. Ela o amaria para sempre.
 Ed se sentia perdido. Sentia um vazio dentro de si. Até mesmo pela Beky pois, de um modo meio torto, ele conseguia ter uma ideia do que a mesma iria sentir quando recebesse a notícia.
 Sheeran andava chutando as pedras do chão, com as mãos nos bolsos da calça e cabeça baixa. Sumir seria a solução? Não, o que ele sentia iria com ele a qualquer lugar que ele fosse. O garoto deixou seus devaneios de lado assim que sentiu um "baque". Olhou para frente e se deparou com uma linda garota de olhos hipnotizantes. Talvez seja a hora de recomeçar, Edward Sheeran.

~//

 Poucos dias se passaram, assim como o enterro de Ross. E, para ter uma "prova" se Becky aguentava mais alguma coisa, a mesma não pode ir ao enterro de seu amado por que "os médicos não a recomendavam" alegando que a mesma sofreria fortes emoções e, para mais uma noticia para Becky, isso poderia prejudicar o bebê. Becky descobrira que estava grávida de Austin. A mesma não conseguia digerir tanta informação ao mesmo tempo. Mas, de uma coisa ela tinha certeza: cuidaria o melhor que pudesse de seus filho. E, como se a pobre Rebecca não aguentasse mais, sua gravidez era de alto risco podendo, por tanto, perder o bebê a qualquer momento. Esse era o motivo pelo qual não podia sair do hospital até o quinto mês de gravidez.

 Continua.

NOTA

Ta sem graça? Ta
Ta horrível? Tah
Eu já escrevi coisa melhor? Sim
Mas vai ficar assim porque eu não to tendo muito tempo e dia 09 começa minhas provas!
Eu vou tentar postar depois das provas, ok? Ok
Tenho que ir-me povo
DoisBeijos;*

NO PRÓXIMO CAPITULO

"-Becky, chama ele e vamos comemorar!
 -Ok,ok!

[...]

-Que foi, gente? Parece que viu um fantasma!
-Becky?BECKY! PELO AMOR DE DEUS, O QUE ACONTECEU?
-E-ele su-sumiu!!"