25 de jan de 2014

Hit The Lights - Capitulo 12 / Preso?!


"É só me recompor
mas eu não sei quem sou
me falta um pedaço teu 

Preciso me achar 
mas em qualquer lugar estou 
rodando sem direção eu vou"
- Sem Radar.
 P.O.V. Ed

 Minha vida estava uma merda. Meu coração, minha cabeça, minha alma.. Eu me sentia um verdadeiro merda. Parecia que esse era o efeito do amor em mim. Eu não conseguia fazer nada direito. Eu só pensava nela. Tudo o que eu fazia me lembrava ela. Tudo me lembra ela. Passava dia, passava noite, eu só ficava deitado olhando para o teto. Não me apetecia fazer mais nada. Minha vida estava uma merda. Eu estava na merda. Eu estava uma merda. Eu só queria a esquecer. Só isso.

 P.O.V. Ross

 Eu havia contado tudo o que acontecera para todos que ali estavam: meus pais, Dulce e os pais de Becky. Eles estavam estáticos. Não conseguiam acreditar no que eu acabara de dizer. Meu celular tocou novamente interrompendo o silencio irritante que estava naquela sala.
 -Alo?! -é, eu estava tão irritado que nem olhei pra ver quem era.
 -Ross, presta atenção, eu estava procu..
 -AAH, AUSTIN! PELO AMOR DO SANTO BRIGADEIRO ME DE UMA NOTICIA! -interrompi ele e ouvi um riso fraco.
 -Austin... -ouvi alguém.. gemendo?!
 -QUE PORRA É ESSA, AUSTIN CARTER MAHONE?!?! -ouvi outro riso fraco.
 -Eu tenho uma boa e má noticia..
 -A PORRA DA BOA NOTICIA É QUE EU ACABEI DE DESCOBRIR QUE VOCÊ ESTAVA COM A MINHA MELHOR AMIGA E ENQUANTO A RAPARIGA TA SUMIDA TU TA FODENDO, CARALHO?!
 -PORRA, ROSS, DEIXA EU FALA, MANO! -limpei a garganta.
 -Ta. Rápido. -coloquei no viva voz.
 -Eu estava procurando a Becky pela casa toda e não encontrava. Ai eu resolvi ir ver no jardim. Eu encontrei uma garota jogada no chão de costas e com o cabelo igual o da Bec..
 -AI MEU DEUS!
 -PORRA, PARA DE ME INTERROMPE! -fiquei calado pra ele continuar. -Eu pensei que fosse a Becky e corri até la. Só que não era ela. Era a sua irmã: Stephanie.
 -AI MEU DEUS, STEPHANIE! -a mãe de Becky gritou.
 -E-ela ta bem? A Stephanie ta bem?! -o pai perguntou preocupado.
 -Então, eu a encontrei com alguns machucados e... -ele continuou.
 -Austin! -ouvi a mesma voz que gemeu gritar.
 -PORRA, STEPHANIE, PARA DE FICAR SE MEXENDO SE NÃO EU NÃO CONSIGO FAZER O CURATIVO! -ai e entendi...
 -Aaah, então ela tava gemendo porque você ta fazendo um curativo...
 -É! Tu achou que eu era capaz de ficar transando enquanto a Becky ta sumida?! -percebi frustasão em sua voz.
 -Bem, Austin, eu te conheço e ...
 -Errado! Você conhece o FALSO Austin! Você conhece o Austin imbecil que agia daquele jeito com medo de que descobrissem que ele era apaixonado pela Rebecca, A Excluída. Mas o verdadeiro Austin, eu mesmo, o que eu sou de verdade, você não conhece. -eu fiquei sem saber o que dizer. Ele suspirou.  -Eu vou lhes da o endereço de onde estamos e ai vocês vêm para cá e vemos o que iremos fazer. -Peguei um bloco e uma caneta.
 -Pode falar, Austin.

[...]

 Logo após Austin nos dar o endereço, eu, Dulce e os pais de Becky entramos no carro e fomos até a casa do Ed para lhe contar tudo. Fazia um tempo que nos não o víamos. Depois de um TOC TOC, a mãe dele abriu a porta. Nos olhou e sorriu.
 -Ross, querido, quanto tempo não o vejo. -ela me abraçou e eu logo correspondi.
 -O Ed está? Faz um tempo que eu não o vejo. -disse assim que nos soltamos. Seu sorriso desapareceu e deu lugar a uma cara confusa.
 -Você não sabe? -foi a minha vez e a vez da Dulce de ficarmos com rostos confusos.
 -Desculpa, eu sou Dulce, amiga do Ed, mas, não sabemos do que?
 -Bem, entrem, e eu lhes contarei tudo. -assentimos e entramos destro da tão conhecida casa. Pelo menos para mim.

P.O.V. Austin

 Já se passaram mais ou menos uma hora desde que eu falei com Ross ao telefone. Estava na cozinha preparando alguma coisa para comer e Stephanie estava em um dos quartos descansando. Ouvi meu telefone e corri até a sala. Ross, de novo.
 -Fala, cara. -suspirei.
 -Cara, o Ed está preso! -ele disse meio que desesperado e eu não conseguia acreditar no que ele acabara de dizer.
 -O QUE?! ED?! EDWARD SHEERAN?! PRESO?! MAISOQUE?! -Ed sempre fora o tipo de caro tímido, na dele. Um bom garoto. Um dos motivos pelo qual nunca me meti com ele. E com "me meter com ele", me refiro a fazer bulliyng com ele.
 -I-isso mesmo! Viemos a casa dele para o buscar e irmos praí, só que ai a mãe dele disse que ele está preso! PRESO! -eu passava as mãos no meu cabelo freneticamente.
 -Eu estou indo para ai.
 -M... -desliguei o telefone antes mesmo de ouvi-lo. Mas essa, Edward Sheeran, o cara mais, digamos, fofo, da escola, preso. Subi as escadas correndo e abri a porta onde a irmã da minha pequena estava dormindo. Desculpa, Stephanie. Mas hora de acordar.

P.O.V. Selena

 Eu fiz merda. Eu fiz muita merda. Mas eu estava arrependida. Vendo o jeito que ele me olhava me quebrou por dentro. E foi ai que eu percebi: Eu o amava. Sei que vocês estão pensando "Como uma garota igual a você, que mata por simples prazer, pode amar o Edward? Logo o Ed?!". Mas eu era humana! Eu tinha coração! Ele poderia estar cheio de teias de aranha, mas eu o tinha! E foi naquela sala. Naquela troca de olhares. Em que eu vi desprezo, tristeza e decepção, nos olhos mais lindos que já vi.
 Esperava que um dia ele me perdoasse. E, acreditem, naquele momento, eu mudei.

 Continua.

NOTA

Hey, pequenas!
Eu sei, eu sei. Eu fico muito tempo sem postar e blablabla... Mas eu vou TENTAR acabar essa Fic antes do dia 05/02. Porque? Porque dia 05 começa minhas aulas e eu não vou entrar... E eu não estou entrando muito no computador.
Eu espero SINCERAMENTE que esteja bom. Se não tiver, ME PERDOEM!
Mas agora eu vou pro Wattpad, eu to viciada nisso. LITERALMENTE '-'
Beijo, minhas pequenas;*

NO PRÓXIMO CAPITULO

"-É amanha.

-Amanha o que?
-O Julgamento.

[...]

-E agora?!
-E agora é rezar para ela estar mentindo."


Musica do capitulo: Sem Radar - Jeito Moleque
                             Sem Radar - Hevo 84
                             Sem Radar - LS Jack

20 de jan de 2014

Anjos Perdidos- Capitulo 1/ O começo.


Acordei com o relógio marcando 06:05 da manhã. Hoje eu começaria o Ensino Médio na nova escola de Hagerstown, Good City. 
As férias haviam passado muito rápidas, e em nenhum dia delas eu havia visto nenhum de meus amigos: Haley e o Luke, apenas tinha falado com Luke pelo telefone, e ele estava na casa dos avós.
Escutei baterem na porta do meu quarto, com certeza era minha tia, se certificando que eu tinha acordado.
-Savannah, já se levantou? –minha tia Amanda disse com seu tom de voz suave.
-Sim tia, já levantei. 
-Tudo bem então, te espero lá embaixo. –ela disse se afastando.
Coloquei uma música aleatória no iPod e fui até o banheiro fazer a minha higiene matinal. Como a escola não tinha uniforme, peguei do guarda roupa uma blusa verde de manga curta, uma calça jeans e meu all star preto simples. Soltei meu cabelo e o penteei.
Eu não era o tipo de pessoa “esbelta”, mas gosto do meu corpo. Tenho 14 anos, olhos pretos e cabelos castanhos-escuros, e não sou muito alta, devo agora ter mais ou menos 1,65, mas isso não importa.
Peguei minha mochila, que estava no chão ao lado de mim cama e desci as escadas que davam para a sala de estar ao lado da cozinha.
Minha casa não era muito grande. Tem dois andares, 4 quartos (o meu, o da minha irmã Caroline, o da minha tia e o dos meus pais), 2 banheiros, a cozinha e a sala de estar. 
Meus pais passavam, todos os anos, 10 meses trabalhando em Londres, e deixavam eu e minha irmã com a minha tia Ella.
Cheguei na cozinha e todas já estavam lá. Caroline me deu bom dia e me abraçou super forte, fui definitivamente esmagada.
-Estou ansiosa pra que comecem a escola, Sah. –ela disse com um sorriso no rosto. Ela tinha apenas 5 anos, e a escolinha dela começaria semana que vem.
-Aposto que está mesmo. –agachei perto dela e a dei outro abraço.
Tomei uma xícara de leite com café, me despedi das duas e fui até o parque esperando que Luke aparecesse.

~~~~

Ele é uns cinco centímetros mais alto que eu, branco igual a neve, louro de olhos pretos iguais aos meus. Usava uma blusa branca, uma calça preta e tênis.
Fiquei esperando debaixo da árvore enorme de sempre e avistei meu amigo de infância, louro, vindo em minha direção, mas ele não estava sozinho, uma garota um pouco mais baixa que ele, de óculos, cabelos compridos bem pretos, uma blusa preta e branca de listras, uma saia jeans que batia no meio das coxas e uma sandália preta.
Eu não sabia quem era a garota, mas ela parecia legal, meio misteriosa, mas legal.
Foi se aproximando, e um sorriso se abriu no rosto dele, e a garota me olhava dos pés a cabeça, com um ar ignorante, retiro o que disse sobre achar ela legal, mas não julgue ninguém Savannah!
-Savannah, quanto tempo! –ele me cumprimentou com um abraço, e eu retribui. –Ah, e essa é minha prima, Selena.
Ele apontou para a garota ao seu lado, e ela automaticamente veio em minha direção me abraçar, me surpreendi, mas retribui também.
-Me chamo Selena Gomez, 14 anos, nova aqui em Hagerstown, é um prazer te conhecer, Luke falou muito de você. –ela sorriu. Os olhos dela eram num preto profundo, diria que até mais pretos que os meus!
-Savannah Stoll, 14 anos também, igualmente. –eu disse meio sem jeito, nunca fui boa para fazer amigos, mas gostei do jeito dela, ela fala de um jeito antiquado, é estranho, mas acabo me acostumando.
-Vamos indo, se não vamos ficar atrasados. –Luke disse, e nós concordamos e seguimos em frente. 
Esse era o começo, novas amizades, novos aprendidos, o começo de uma nova vida.
–Temos um longo ano pela frente. –completei.

~~~~

PS: Mais informações sobre a fanfic aqui.



Nova Fanfic: Anjos Perdidos.

PS: Ali em cima esta "escrita por ~Hannah~ por que é o meu nome de usuário do Spirit.
Sinopse:
Em terras de humanos, bruxos, vampiros, lobisomens e demônios, também existem outros seres sobrenaturais. Alguns bons, outros maus e evidentemente aqueles que escondem algo. 
Depois de quatorze anos morando em Hagerstown, eu nunca havia vivenciado nada de estranho, mas tudo muda quando Selena e Ross aparecem em minha vida.
Essa história é baseada na série "The Vampire Diaries" e pelo livro "Os 13 Porquês" do Jay Asher.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Como minhas outras duas fanfics não deram certo e estão completamente ENCERRADAS, eu começarei a postar essa, para ter o que postar no blog. 
Estou passando por uma época dificil, e os planos que eu tinha para esse ano estão completamente desabados, e escrever é a unica coisa que me deixa feliz.
É isso, e espero que gostem dá nova fanfic. 

11 de jan de 2014

Hit The Lights - Capitulo 11 / Goodbye.



"Brigas, intrigas segredos de nós dois
Não tem mais clima, chegou ao fim
E a culpa não é minha
Eu tinha certeza de nós dois
Mas não sabia
Que um dia só iria fazer mal para o meu coração"
-Vai e Chora, Sorriso maroto.

 P.O.V. Narradora

 O que iria acontecer? Edward iria continuar a mentir? O que ele faria? Bem ou mal, era a pessoa que ele amava. Sera que estava sendo tolo demais para proteger uma pessoa que talvez não merecesse nem mesmo a sua pena?
 E Becky e Ross? Onde eles estavam, afinal? Como reagiriam todos da escola com todas essas reviravoltas?

~//

 Ed ainda não sabia o que falar ao delegado que se demonstrava feliz e convencido por saber desdo inicio que Ed não era o culpado.
 -Vejo que não sabe o que responder, Senhor Sheeran. Fique tranquilo. Volte a sua cela e logo voltara aqui. -Assim ele fez. Se levantou de sua cadeira e foi até a sua cela acompanhado de um policial.
 Ele já sabia: sua mentira chegara ao fim. Não sabia o que lhe aconteceria agora. Seria acusado por mentir e ser meio que cúmplice de Selena?
 -Senhor policial? -lhe chamou. O mesmo virou-se e o encarou.
 -Diga. -disse duro.
 -O que... Bem ... -começou a se atrapalhar com as palavras e o policial deu uma leve risada pois sabia o que ele queria perguntar.
 -Não se preocupe, senhor Sheeran. O máximo que iras pegar é umas semanas ou serviço comunitário. -Ed suspirou de alivio.
 -Obrigada, Policial ...
 -Walker. -ambos sorriram levemente.
 -Obrigado então, Policial Walker.
 -Disponha. -Walker saiu deixando Edward sozinho o fazendo soltar um suspiro... E agora?

 ~//

 Dulce olhava estática para a porta sem saber o que estava acontecendo enquanto se via Ross feliz com o telefone.
 -BECKYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYY!! -se ouviu uma risada.
 -Não é a Becky e.. Calma, eu não estava falando com a Dulce? Quem eres?

P.O.V Ross

 -Como assim quem é?! Eu pergunto quem é! CADE A BECKY?!
 -Becky?! -ouvi diserem na sala. Olhei e vi os pais da mesma parados olhando para mim estáticos.
 -Sim, Becky. -respondi-lhes -FALA LOGO! -gritei ao telefone. Cade ela? Quem estava a falar do outro lado?
 -Calma, Ross. Aqui é o Austin. Becky es..
 -AUSTIN? MAS QUE DIABOS ESTAS A FAZER COM O CELULAR DA BECKY?! -o interrompi.
 -Austin? -Dulce perguntou.
 -É uma historia meio longa mas irei resumir: eu e a Becky estamos em perigo então tivemos que fugir.
 -Onde está nossa filha? -os pais de Rebecca perguntaram-me aflitos.
 -Austin disse que eles estavam em perigo e tiveram que fugir.
 -Disso já sabemos. Mas onde eles estão!
 -A-austin? -o ouvi suspira. Eu ainda estava processando as informações.
 -Eu ouvi, Ross. Desculpa, mas não podemos dizer. É muito arriscado. -suspirei derrotado sabendo que realmente era perigoso.
 -Onde ela ta?
 -Ela ta... -ele parou e eu fiquei aflito.
 -FALA!
 -MEU DEUS, ELA TAVA AQUI! CADE ELA? -Austin disse desesperado.
 -Ai.Meu.Deus.

 P.O.V Austin

 Assim que desliguei o telefone comecei a procurar na casa toda. Onde Becky tinha se metido, porra?  Fui até a frente da casa e vi um corpo jogado no chão.
 -BECKY! -gritei correndo em sua direção. Ela tentou se levantar. Assim que cheguei perto, parei. -Você não é a Becky. QUEM É VOCÊ?!
 -M-me chamo Stephanie. Sou irmã da Becky. -eu a olhei. Parecia mesmo com a Becky.
 -Vem, vamos para dentro. -a ajudei a levantar e andamos até a parte interna da casa. Ela estava a mancar. A sentei no sofá e fiz o mesmo logo após ficando de frente para ela. -Me conte o que aconteceu, por favor. -Stephanie deu um suspiro pesado.
 -Eu estava a voltar para casa depois da faculdade. Um carro preto parou ao meu lado e me arrastaram para dentro dele. Eu gritei e logo depois não vi mais nada. Acordei em uma casa abandonada e os caras me chamavam de Becky. Eu disse que não era Becky e sim Stephanie. Entrou depois uma mulher e disse que eu não era Becky e começou a xingar os caras. Eles ligaram para a minha irmã, disseram que estavam comigo e então ela falou que trocava de lugar. Disse onde estava e eles vieram junto comigo. Me jogaram aqui dentro enquanto arrastavam a Becky pra vã. Eu acabei por cair forte no chão e uns cinco minutos depois você chegou. -eu estava sem reação. Becky se entregou a Selena para salvar sua irmã Stephanie.

P.O.V. Ed

 Walker estava me levando a uma daquelas salas de interrogatórios onde só avia uma mesa e cadeiras de ferro. Entrei na mesma e parei. Ela estava ali. Em uma das cadeiras. Bem a minha frente. Assim que me viu, se levantou.
 -Ed. -ela sussurrou. Fiquei em uma postura dura e fria.
 -Sente-se, Senhor Sheeran. -o delegado disse e assim fiz. -Bem, o que nos tem a dizer agora?
 -Que eu menti.
 -Disso já sabemos. Mas por que o fez? -olhei para ela de canto de olho e logo depois para o delegado novamente. -Porq...
 -Porque eu mandei. -ela me interrompeu.
 -O QUE?! -a encarei perplexo. -Chega de mentiras, ok? Você não sabe o inferno que é isto aqui! -eu suspirei. -Eu fiz isso porque a amava. -olhei para ela novamente que agora possuía um olhar de tristeza.
 -E por amor se entregou para salvá-la?
 -Sim. Achei que assim ela iria mudar. Mas me parece que estive enganado.
 -Ed..
 -EDWARD. Para você é Edward. -ela se encolheu e desviou o olhar.
 -Ok, Edward. Eu... eu me arrependo muito de tudo isso. Não queria que se entregasse por mim. Poderias simplesmente ter-te fugido.
 -Me poupe disso.
 -Bem, continuando. Eu não acreditava que você havia feito tudo isso então já havia entrado com esse pedido. Terás que ficar aqui por cinco dias e depois está liberado.
 -Obrigado, delegado. -ele sorriu fraco.
 -Disponha. Bem, agora voltes a sua cela. Tenho que conversar com ela agora. -assenti e segui até a porta. Antes de sair me virei e a encarei.
 -Adeus, Selena. -disse frio e firme. Me virei e segui Walker pelo mesmo caminho de sempre.

 Continua.

NOTA

Miiiiiiinhas lindas, eu disse que ia postar hoje u.u
A internet ta uma droga porque eu to tendo que usar o wi-fi do celular '-'
Bem, o que acharam? Ta meio estranho que escrevi correndo por causa da droga da internet -.-
E também porque eu comprei o cd "Midnight Memories" dos meus meninos e escrevi ouvindo e.e
É isso amores
Até *-*
Beijo;*

NO PRÓXIMO CAPITULO

 "Eu fiz merda. Eu fiz muita merda. Mas eu estava arrependida. Vendo o jeito que ele me olhava me quebrou por dentro. E foi ai que eu percebi: Eu o amava."

Música do Capitulo: Vai e Chora

Ps: A Becky G tem uma irmã chamada Stephanie porem eu não achei nenhuma foto e nem sei quantos anos ela tem. Então finge que a Becky tem 17 e a irmã 19. E depois eu coloco o link da  musica.

Noticia u.u



 Minhas pequenas

 Tudo bem com vocês?

 Então, vim dar uma noticia boa e.e

 EU VOU POSTAR HOJEEEEEEEEEEEEEEEE!! ~Festejem

 Eu vou pra Itaboraí, la não tem nada, absolutamente NADA, pra fazer então vou passar o tempo todo no notebook e no celular. Se não for pelo notebook vai ser pelo celular então, se sair errado, já sabem o porque!

 Bem, é isso! Eu ainda tenho que arrumar a casa '-'

 Vou comer também, deu fome '-'

 Ta, to loca

 Até mais tarde amores

 Beijo;*

2 de jan de 2014

Happy New Year




Minhas lindas

2014 CHEGOOOOOOU!!! ~Tuts Tuts

 Cara, esse ano eu espero que muita coisa mude. Meu ano já começa muito bem sabendo que Meu Picles vai morar perto de mim *o*. Tipo, The Zoera Never Ends e.e Vou começar uma nova etapa nos estudos Hello Ensino Medio e.e. Conhecer pessoas novas ...

 Eu estou REALMENTE com muitas espectativa é assim? em relação a este ano.

 Eu assim que der vou postar ok? É que eu não tenho tido muito tempo '-'. E eu estou com muitas ideias e.e

 Espero que seja um ano maravilhoso para vocês minhas pequenas sz

E que SEJA BEM VINDO 2014!


Ps: Eu postei pelo celular .. se estiver estranho .. Sorry .-.

Eu fiz um blog porque as vezes eu gosto de falar de outras coisas porem eu não falo aqui porq eu uso exclusivamente para escrever e no Diary Virtual são coisas que como a gente se sente, o que passamos e pa.. então resolvi fazer um pra eu falar do que eu quiser u.u. Só clicar aqui
 Ee eu ainda estou ajeitando ... não reclamem u.u