5 de out de 2013

Truths and Lies - Prólogo


x

Acesse                                                       
 
"O que quer que aconteça aqui, vamos sobreviver" We Ramain- Christina Aguilera
Eu tinha acabado de sair do banho. Vi Justin sentado na beira da minha cama encarando o chão, achei estranho ele estar ali aquela hora, mas resolvi não dizer nada.
-Que tal sairmos hoje?- ele se virou, agora me olhando- Deixo você escolher o lugar.- Ele se levantou, pegou com as duas mão a minha cintura, e começou a dar passos consecutivos de um lado para o outro, de um lado para o outro, como uma dança só nossa. Ele parou por um instante, olhou nos meus olhos, sorriu, e me deu um beijo.
-É, hum... podemos ficar aqui mesmo e assistir algum filme ou coisa do tipo.- ele tirou as mãos dele da minha cintura e saiu correndo.- Ei, onde você vai?- Gritei o mais antes possível, para ele me ouvir.
-Tive uma ideia, fica ai, eu já volto.
Justin, sempre com suas idéias, nunca liga para o que as pessoas falam dele, é apenas ele mesmo.
Cabelos, diríamos, marrons, macios... eu adoro ficar o acariciando. Mesmo que eu queira, não consigo me afastar do Justin, o que eu não quero. É como se fossemos ligados ou coisa do tipo. Sempre que eu estava perto dele sentia uma coisa estranha, mas boa ao mesmo tempo, é como se ele estivesse me escondendo algo, mas sempre que tento tocar no assunto ele muda na mesma hora.
A campainha tocou. Me levantei rápido do sofá e fui ver quem era. Hayley, Hayley Williams. Minha melhor amiga desde que me mudei pra Los Angeles com 7 anos. Nós, eu, ela e a Demi, sempre ficávamos juntas, quanto na escola, quanto fora dela.
Ela é ruiva, meiga, fofa, mas não aceita ser chamada assim, nem aceita ser assim. Também tenho pressentimentos que me esconde alguma coisa, alguma coisa do passado dela, aliás, todos me escondem algo e isso me dá muita raiva, muita raiva mesmo !
Ela entrou de um jeito ofegante como se tivesse acabado de correr em uma maratona. Parecia nervosa, antes de falar se quer uma palavra, olhou a casa de canto a canto.
- Selena- disse ela com uma respiração acelerada- você precisa sair daqui agora.- ela pegou no meu braço e me puxou, eu recuei, mas ela continuava me puxando.
- Por que?- falei com um tom de voz auto- Me solta!
-SELENAA ! CORRE !- Hayley gritou.
- Tarde de mais- uma voz grossa falou atrás de mim- VOCÊ JÁ ERA- sussurrou em meu ouvido.
Me virei para trás e me deparei com uma figura horrível. A cabeça era um esqueleto, com a letra D no meio pintada com uma tinta preta, não, não era uma tinta, era como se aquilo estivesse grudado naquele "ser".
Na hora que me virei, ele tampou minha boca e me colocou em um carro. Um homem, também de preto estava no banco do motorista, e na mesma hora que o "ser" entrou, ele pisou no acelerador.
Vi Justin correndo em direção ao carro, mas o mesmo estava rápido demais para ele.
- Selena, oque quer que aconteça aqui, você vai sobreviver- Gritou Justin já longe do carro- Nós vamos 
  sobreviver.
Vi Justin cair no asfalto. Passei meus olhos por todo o carro e encontrei uma coisa brilhando, uma arma. Apontei a mesma para o homem que estava dirigindo, e ele na mesma hora, parou o carro.

Oi oi gente, tudo bem com vocês ? Ai, oque acharam do Prólogo? Sim sim, a história vai ser de terror AMO ! Sei que é meio diferente das outras fics que vocês já viram , mas resolvi mudar um pouco. 
Não sei quando irei postar novamente, mas acho que até sexta o capitulo um saí quentinho HEHE '
Obrigada pessoal. Kisses '



0 comentários:

Postar um comentário