8 de out de 2013

Truths and Lies - Capitulo 1 / Diferente



Cansei de ser assim... Eu quero ser diferente
Na hora, pensei em atirar, mas abri a porta com tudo e sai correndo. Comecei a gritar pelo Justin que ainda estava jogado no chão. Após alguns gritos e balanços, ele se levantou e saímos correndo até onde a Hayley estava, boquiaberta nos olhando. Eu sempre tive pressentimento que ela sabia de tudo oque acontecia por ai, mas ela parecia mesmo assustada.
Entramos rápido para dentro da casa e trancamos a mesma. Olhei para os dois com uma cara de "Explica essa PORRA agora"
-Que foi?- Justin disse como se não soubesse o que eu estava pensando.
-Que foi? - eu gritei- Você disse: QUE FOI ?- falei ainda mais alto.
-Selena, bem vinda a minha vida gata !
-Justin, é sério, me diga, o que aconteceu com aquele cara pra ele tentar me sequestrar?
Justin suspirou, veio até minha direção e me abraçou. Como se disse-se "Está tudo bem." só com um abraço. Olhou para Hayley que estava ali parada nos observando  como se nós fossemos artistas de novela.
-Hayley- Justin fez uma pausa- Eu vou subir com a Selena, voltamos logo- ela assentiu e segui em direção a sala de estar, pegou o livro "Querido John" que estava em cima da mesa de centro e começou a ler.
Justin segurou meu braço e me puxou em direção a escada. O que ele iria me contar seria comprido, bem comprido, e ele até chegarmos ao quarto, estava elaborando oque me diria.
Entramos no quarto, eu me sentei na poltrona e ele na cama. O silêncio percorria o cômodo inteiro, indo de um lado para o outro, fazendo com que nós ouvíssemos apenas os barulhos dos corvos. Isso me arrepiava.
Como Justin não falava nada resolvi dar o "impulso"
-Justin- suspirei- eu estou esperando.
Ele deu um suspiro longo, arratou seu corpo até a escrivaninha e abriu a gaveta. De lá pegou um porta retrato preto, pequeno e com aparência de velho, porém,  com a foto aparentemente conservada. Ele acenou com mão dizendo para eu me sentar ao lado dele. Em vez disso eu me levantei e sentei no colo dele. Eu estava brava com o Justin, mas adorava sentar em seu colo, como uma criança, uma criança grandona
-Selena- disse ele- eu não quero que você fique brava comigo por eu não ter te contado antes. Você é minha namorada, e eu devia te contar tudo... me desculpa Sel- ele acariciou meu rosto esperando alguma palavra sair de minha boca.
-Justin, o importante é que você me conte- ele mordeu os lábios, isso sempre o deixa mais sexy e tentador- e claro que eu te desculpo, mas agora me conte.
Ele me mostrou a foto do porta retrato. No mesmo, havia três rapazes aparentando uns 16,17 anos. O da esquerda eu reconheci, era o "Tio Jake", o pai do Justin que havia morrido a 9 anos atrás, quando eu só tinha 12 anos e o Justin 10. O da direita, eu sabia que o conhecia, mas não lembro de onde, e o do meio, eu não faço a mínima ideia.
- Esse é meu pai e seus dois amigos, Math, o da direita, e David, o do meio- ele disse sem tirar os olhos da foto- você deve estar se perguntando o porque de eu  estar te mostrando essa foto e oque ela tem haver com o que aconteceu hoje- definitivamente, eu estava pensando isso- eu vou explicar. Os três nessa foto estavam em uma festa de Halloween, e na casa que eles estavam, muitas pessoas diziam que ela era mal assombrada e ninguém poderia ficar lá depois das 3:33 da manhã morre. Meu pai e os outros amigos ficaram até 4:44, eles não morreram, mas tiveram um castigo, irrecusável, se tornar aliado do diabo- Quando ele falou aquilo, eu não acreditei- E supostamente, todo filho do aliado do diabo, é obrigado a ser aliado do diabo também quando completasse 10 anos, ser entregue ao diabo. E meu pai morreu por isso, porque não quis me entregar para ele e até hoje o diabo me persegue.
-Justin, me desculpe por tudo o que eu disse, isso é grave, e eu estou com você, juntos, não importa o que acontecer. Não quero mais ser daquele jeito, cansei de ser assim, eu quero ser diferente !- eu disse, agora em pé, gesticulando mais com as mãos do que ironicamente falando.
Justin pareceu despreocupado, as minhas palavras confortaram ele, oque era a intensão.
Ele sorriu com um ar malicioso. Mordeu os lábios, me pegou pela cintura com seu jeito sexy, me jogou na cama e me beijou.
CONTINUA.



Oi oi gente linda, me desculpem pela demora, é que é meio difícil elaborar histórias de terror ( pelo menos com sentido). Eae estão gostando? Espero que sim u.u
Acho que vou postar sexta, acho.
Kisses '



0 comentários:

Postar um comentário